04 janeiro, 2012

O prometido é devido

... Já cantava o Rui Veloso. É por isso que eu há anos que não caio na esparrela de fazer promessas de ano novo. É dia 4 e eu ainda não parei de me entupir de comida má, nem comecei a trabalhar na tese. Já viram se eu tivesse prometido que ia passar a comer melhor em 2012 ou - pior! - estudar mais?

Não meus amigos. Eu podia prometer o que quer que fosse que não ia cumprir. Mas estou aqui para vos apoiar nas vossas resoluções de ano novo. Força nisso, ok? Há que ter força de vontade, que o esforço há-de compensar, etc.

Agora vou só comer ali uns restos de Aletria e ler mais uns blogues. Olha, estudo amanhã. Amanhã é que vai ser.

3 comentários:

Luna Tic disse...

há que aproveitar.
se o mundo acabar mesmo este ano ao menos aproveitaste e não te sentes culpada por teres passado demasiado tempo a fazer coisas de que não gostavas =b

Catsone disse...

A frase com que terminas o post não será uma promessa?

Sara non c'e disse...

Obrigada Luna, por me incentivares à obesidade e à procrastinação :P

catsone, não é uma promessa na medida em que eu nao disse "prometo que". Só conta quando se usa aquela palavra :P