08 maio, 2010

Pesadelo na Internet II - A minha mãe quer ser minha amiga virtual

O drama. O horror. A TRAGÉDIA! Tudo isto se abateu sobre mim há 5 minutos.

Já não bastava a minha mãe ter descoberto o meu blog. Não... Vai daí e há bocado lembrou-se de criar um Facebook! Mas porquê, meus santos cibernéticos, porquê?! Que mal vos fiz eu? O que vai ser de mim agora? Devo web-suicidar-me? Terei de me auto-censurar para sempre? Posso continuar a aderir a grupos do género "Meeting someone who's also drunk and immediately becoming best friends", ou agora só posso fazer parte de grupos tipo "contra as touradas", "eu adoro grupos corais e não perco uma missa de domingo"?

E as fotos em que apareço, por acaso, com cervejas no mesmo espaço onde eu estou? Ainda que eu nada tenha a ver com isso, que se trate apenas de uma fatalidade, terei de as tirar todas (e ficar com cerca de zero fotos)? Devia ter negado simplesmente o pedido de amizade da minha mãe? Mas, caramba, neste momento sou a única amiga que ela tem, seria demasiado cruel deixar a minha mãe sem amigos no seu primeiro dia...

Mas não posso negar: isto foi uma espécie de Katrina na minha vida. Não sei se vão haver mortos (ou uma morta, eu), vamos esperar para ver. Se eu deixar de aparecer na internet, já sabem... foi bom conhecer-vos.

Adeus :(

3 comentários:

Cirrus disse...

Olá, mãe da Sara!!!!

:D

Pronúncia disse...

AHAHAHAHAHAH!

Se por acaso um dia a minha mãe fizesse uma coisa dessas, não se ia admirar muito com o perfil da filha... digo eu! (sorte a minha, que a minha mãe e computadores são completamente antagónicos)

Joana disse...

vou ja acender uma vela pelo facto da minha mae nao perceber nada de computadores.