16 abril, 2010

Tolerância de ponto em Julho.

Estimado (?) governo:

Venho por este meio pedir pelas alminhas musicais que declare tolerância de ponto nos dias 8 e 10 de Julho. Como sabe, os nomes sagrados da música Pearl Jam e Alice in Chains vão pisar o palco em Algés, e eu moro mesmo ao lado.

Visto que neste evento também vai haver:
  1. muito trânsito;
  2. milhares de devotos a deslocarem-se para o local da celebração;
  3. pessoas cuja religião declarada no Facebook é "Pearl Jam" (eu);
 Não vejo qualquer diferença em relação à vinda do Papa móbil e sua comitiva de adoradores da pequenada (quer dizer, vejo, e as divindades do mundo da música saem a ganhar). Assim, e como ouvi dizer que os cidadãos da República laica Portuguesa são iguais em direitos, fico à espera de ver anunciada a solicitada tolerância de ponto.

Atentamente,

Sara.

7 comentários:

Cirrus disse...

Não querias mais nada, não???

Arranja lá uns sapatinhos Prada ao Eddie e põe-no a rezar missa com o Cristo Rei por trás. Depois vê-se...

Convinha o homem distribuir bolachinhas de água e sal durante o concerto, também. Mas na boca das fãs...

Sara non c'e disse...

O máximo que ele distribui é uma garrafa de vinho durante a Crazy Mary. Ele não precisa dessas mariquices para ser adorado <3

johnny disse...

Falta referires Faith No More. Toda a gente sabe que o Governo é fã.

elsadossantos disse...

parece-me bem. mas isto fez-me pensar numa coisa...

portugal é um país maioritariamente cristão mas, será que os ateus deveriam ter o mesmo direito que os praticantes têm a essas tolerâncias de ponto, feriados e dias santos?... já que estamos numa de religião, qual é a moral de um ateu para não ir trabalhar no Natal, na Páscoa ou até mesmo no S. João!

e atenção, contra mim falo pq apesar de crente, não sou praticante. os feriaditos religiosos dão um jeitaço, mas lá que é injusto, é, convenhamos...

Sara non c'e disse...

Ó Elsa, pensa lá: achas justo que um ateu não tenha direito a feriados num estado laico? Ou só os cristãos agora é que tinham direito a usufruir de dias livres?
De resto, a esmagadora maioria dos feriados religiosos apropriaram-se de festas pagãs já existentes. :)

elsadossantos disse...

uareber... existem por causa de uma religião, e quem não a segue não devia de ter esse direito.

é a mesma coisa que não teres o cartão continente e usufruíres na mesma dos fantásticos e magníficos descontos e vantagens que isso te traz! não é justo para quem tem o cartão... que embora gratuito, representa um vínculo sério...

ok, não colou... :P

Sara non c'e disse...

Mas tu não descontas impostos nem obedeces a leis impostas pelo Continente, que é privado. O Governo não pode beneficiar só uma parte dos seus cidadãos. Já que não há feriados, sei lá, do dia do Ateu, ou um feriado no dia da árvore, os ateus têm de beneficiar dos feriados religiosos porque não têm outra hipótese!