14 abril, 2010

A-da-Gorda, o regresso

Eu tenho um problema na minha nova vida em Lisboa. Ou melhor: por enquanto ainda não se tornou um problema, mas sim uma espécie de oásis no meio do terminal de Algés.

Então é assim: as minhas aulas acabam às 22h. Até casa tenho de apanhar dois autocarros, sendo que o primeiro me deixa em Algés. Em média tenho de esperar sempre 20 minutos pelo 2º autocarro... de noite...sozinha na estação... ao frio... com fome... desejando um abrigo qualquer que me proteja de todas aquelas desgraça...

Ora...
O que é que está precisa e unicamente aberto àquela hora e naquele sítio?

Um McDonald's.

Estão reunidas todas as condições para que eu lá vá 3 vezes por semana, que é o número de dias em que tenho aulas... Mais dias houvesse e eu já estava internada com 30 tromboses.
Compreendam... junta-se a fome com a vontade de comer! Ou seja, o sofrimento da espera naquelas condições terríveis, a efectiva fome de quem às 22:20h da noite ainda não jantou e que a última coisa que lhe apetece fazer é chegar a casa e cozinhar, e... a vontade de mamar aquele cheeseburguer tão gostoso. E as batatas. E o ketchup, claro. Tudo por 2€... como resistir?!???

Enfim, é este o meu drama.
Um horror para a minha saúde e para o meu rabo.
Um prazer para as minhas papilas gustativas. E para a carteira.

Tentarei ser mais forte de futuro e resistir! Senão... foi bom conhecer-vos. Raios, eu nem vos conheço, nem isso atingi nesta curta vida!
Até sempre (ou até ao dia em que vou ter um AVC).

Sara.

4 comentários:

Cirrus disse...

Vendida!!!

;)

Sara non c'e disse...

Sou apenas uma escrava da minha gula :(

Dylan disse...

Bem bom!

elsadossantos disse...

odeio pessoas que podem comer dessas coisas qd lhes apetece e odeio ainda mais aquelas que o fazem 3x/semana.

e só por causa das coisas vou comer bolachas tostadas e buber cházinho smooth digestion a ver se a dor de coto passa.