29 dezembro, 2009

que sacanagem, pô!


Era uma vez o meu part time.

E num destes dias, precisei ter formação com um colega, para aprender a realizar uma tarefa na base de dados. Tocou o azar de tentar ensinar alguma coisa a esta memória de peixe a um colega brasileiro.

(diálogo fictício mas baseado em factos reais)
-Isso daqui é muito fácil, basta ficar repetindo estes passos, tá vendo?
-Eu estou, mas não estou a perceber bem.. se calhar é melhor escrever...
-Que nada, basta ter um pouquinho de atenção e blá blá blá não sei quê!
-Ahh, mas ah e tal e o camandro não é? já estou a perceber...
(fim de diálogo imaginário e início da frase que me levou a escrever aqui):

-"Você é do Pará?"

.....
..

OI??????????????????????

-Se eu sou de onde? Pará? Pará, aquele estado que fica no Brasil, rodeado pelo Amapá, Macapá e onde fica Oriximiná? Pará, que é como quem diz que o meu modo de falar se assemelha ao de um nativo do Brasil?

Hein?!?

Sim, para o meu colega brasileiro, o meu sotaque nortenho e o modo como eu digo os R não lhe deixa dúvidas. Eu sou brasileiríssima, resta agora descobrir de que estado do Brasil eu sou. Fiquei a saber que, se um dia for ao Pará, ninguém vai notar que não nasci, por exemplo, em São Félix do Xingu. Posso ir descansada, que o senhô mi proteja, que Deus é brasileiro.

Valeu!





P.S.: Inauguro, assim, uma nova tag, "coisas do mundo laboral", na esperança de que, depois de 2009 me ter trazido supermercados, transcrições de entrevistas de sociologia, uma revista de saúde escolar e agora um backoffice, 2010 me traga um trabalhinho relacionado com jornalismo. Sim, eu sei, sou uma sonhadora, havia agora de calhar a uma licenciada em jornalismo um trabalho em jornalismo...pfffff!!!...

3 comentários:

elsadossantos disse...

ó xenti! cumu é pussíveu?
tu nem tem sutaki nem nádá!
cumu foi o brazuka txi dismascárárr?

sacanagem, pô...

o jardjineiru é jezuiss... e ais árveres... somu nóizes... NÓIS!

*

Manel M.D. disse...

looooool nao tas a perceber o que eu me tou a rir aqui sozinho looool

Sara non c'e disse...

Depois das piadas constantes sobre eu ser cigana, romena, etc, encaro esta comparação como uma espécie de promoção...