11 janeiro, 2012

Oremos pela minha alma suja


Esta manhã, em vez de escrever notícias, estive a escrever um comunicado de imprensa sobre uma campanha publicitária da minha empresa.

Sou oficialmente uma vendida.

O desgosto de qualquer professor de jornalismo.

Vendi a alma ao diabo corporativo.



Um minuto de silêncio pela minha morte ética.

6 comentários:

Catsone disse...

Já rezei um "pai nosso"... mas tive de arranjar uma cábula :D

Sara non c'e disse...

Obrigada por tentares contribuires para a minha redenção, mas com cábulas acho que não vamos muito longe na consideração dos céus :p

Cirrus disse...

Então? Essa coisa até deve ter dado trabalho a escrever. Não te mortifiques já - mais à frente tentações maiores virão.

k disse...

Quem dera a muitos jornalistas terem tão bons valores éticos quanto os "diabos corporativos".

Sara non c'e disse...

Hey K., passaste mesmo para o lado negro da força :P

Luna Tic disse...

não te martirizes por isso.
é melhor vender a alma ao diabo corporativo do que passar privações. se não podes vencê-los ou juntas-te a eles ou morres de fome ou assim.