05 janeiro, 2012

Correio da Manha

Não, não falta um "~" no título. Estou farta de meios de comunicação manhosos. Estou farta de ver, diariamente, incompetência, notícias escritas à pressa, textos copiados entre órgãos de comunicação, fontes não atribuídas, mas estou ainda mais farta desta falta de solidariedade para com colegas de profissão, numa altura em que os jornalistas sofrem com precariedade, imediatismo extremo, despedimentos colectivos e uma preocupante falha no modelo de negócio.

O Correio da Manhã publicou hoje isto. Uma notícia na secção "Lazer" cujo conteúdo consiste exclusivamente em apontar um erro ortográfico a um órgão de comunicação concorrente.

Alguém que me justifique isto, por favor. Que jornalista se sente bem a fazer uma coisa destas? Um estagiário que tem de fazer o que lhe mandam, ou que quer agradar na esperança de ser contratado? Mau princípio. Que idiota de editor permite (sugere?) a publicação de uma notícia que - creio - só o é por se tratar da RTP? Isto não é jornalismo, é lixo. Lixo!

A notícia está assinada com D. F.. Devem-se ter esquecido de um "E" no meio. Mas não faz mal. Todos cometemos gralhas de vez em quando...

4 comentários:

Catsone disse...

É a velha história dos telhados de vidro...
A mim preocupa-me o facto de tu leres esse pasquim :DD

Sara non c'e disse...

Não leio, deparei-me com um printscreen no facebook, digitei o texto na web e encontrei este lixo.

O Correio da Manhã não deve conhecer esse ditado...

João disse...

Isso tem sido o dia-a-dia da comunicação social. Vários jornais têm levado um rumo bem populista, regionalistas e de ignorância total.

No dia seguinte à transferência de capital social do grupo que detém a Jerónimo Martins para a Holanda, os jornais generalistas não tinham nenhuma notícia que estivesse realmente certa. Porque simplesmente, não percebem do assunto. Então os teasers das tv's, nem se fala.
Só no dia a seguir, com análises de economistas, tanto no diário económico como na TV, é que a coisa lá foi se compondo.

Resumindo, só se faz o que se sabe. E como a incompetência e a falta de valores jornalísticos pairam hoje em dia pelas redacções, nada disso me espanta.

Luna Tic disse...

este é o mundinho do jornalismo em Portugal. o pessoal que faz parte dos nossos meios de comunicação devia voltar a estudar os princípios do jornalismo. entretanto, contratavam a cambada de desempregados para assegurar a informação.

pronto e viviam todos felizes para sempre =)