17 dezembro, 2011

O calcanhar da Sara

E de repente já gastei 8 meses dos 12 que tenho para escrever uma dissertação de mestrado. Nem dei por eles... O tempo passa... "Não somos nada!"...

A maior barreira que tenho de ultrapassar se quero fazer uma tese (e outras coisas no geral) é: aprender a conciliar o facto de eu ser, por um lado, perfeccionista, e por outro, uma preguiçosa e procrastinadora de primeira.

Se alguém tiver uma solução milagrosa (atenção, eu disse milagrosa, não me venham com tretas do tipo "trabalha, mandriona!"), eu fico muito agradecida.

7 comentários:

Luna Tic disse...

depende... quais são as tuas distracções?

Catsone disse...

Inscrição numa juventude partidário (preferencialmente da situação) e fazer determinados favores...
Isso chega para atrasar prazos ou para ignorar-se eventuais (mas pouco prováveis) enganos ;)

Mas prefiro o "vai trabalhar, mandriona!"

Cirrus disse...

Copia.

Mas não me digas que o fizeste.

Sara non c'e disse...

Valha-me o deus das teses... estou perdida...

Cirrus disse...

Eu esse deus das teses não conheço... Mas conheço o dos tesos - serve?

Sara non c'e disse...

Cirrus, esse conheço bem demais :[

O Cercadinho disse...

Seguido leio o teu blog, interessantes teus posts.
Te escrevo para divulgarmos nosso blog, ainda está em processo de expansão. Se quiser nos acompanhar e dar umas risadas: www.o-cercadinho.blogspot.com
Será um prazer te ter nos visitando lá. O que é O Cercadinho? Segue uma apresentação para te situares. Em cada relacionamento afetivo, os envolvidos ficam restritos a um espaço, O Cercadinho, onde acontecem as interações. Em algumas fases, está cheio de "queridas", mas em outros, quase vazio. O Cercadinho é o resultado das conquistas amorosas, onde cada um preenche à sua maneira e gosto. Pode ter o critério de cotas e uma de cada: loira, morena, mulata, ruiva e/ou japa. Com faixas etárias e tipos variados. Até monogâmico com apenas uma mulher selecionada.
Neste blog, somos cinco homens escrevendo relatos e histórias, sem pretensão literária sobre O Cercadinho. Heitor faz o estilo confuso e rebuscado. Apaixonante e cafajeste, este é Wanderlei. Já Cebola faz o estilo 100% sincero e sem rodeios. Seco, objetivo e um pouco bagual com sentimentos, assim é Iberê. E Marcão, bom, esse é trash total. Entre no nosso Cercadinho e boa leitura.
Iberê