14 janeiro, 2011

Não, isto não é uma notícia do inimigo público...

... mas parece.

Parlamento rejeita água da torneira por falta de higiene


Por Sofia Rodrigues

O conselho de administração da Assembleia da República aprovou ontem um parecer negativo a um projecto do PS que queria adoptar o consumo de água da torneira e acabar com a água mineral engarrafada. Foram alegadas sobretudo razões de ordem prática que não garantiriam a "total higiene".

Num projecto de deliberação do PS, assinado à cabeça pelo líder parlamentar, Francisco Assis, a bancada pretendia instituir o consumo de água da torneira na Assembleia da República com um argumento ambiental: a redução de resíduos.

O parecer ontem aprovado - ao qual o PÚBLICO teve acesso - alega que a água mineral (seja em garrafas ou máquinas de distribuição) tem garantida a sua total higiene. "Essa garantia não existe na utilização da água canalizada", segundo o parecer que foi proposto pela secretária-geral, Adelina Sá Carvalho. "Não temos meios para o garantir quer na origem, quer na distribuição", acrescentou.

É que o fim da água mineral implica a sua substituição por jarros individuais, colocando questões de manutenção e da falta de pessoal para os encher e levar aos deputados.




Penso que é fácil resumir o parecer num simples: 'Água da torneira? Que nojo!! Isso está bom para o povo, não para nós. Além disso, as ETAR são uma bela porcaria. E nós já fomos tão sacrificados, quase nem temos dinheiro para comer, deixem-nos continuar a usar as nossas luso, as nossas águas Nestlé em bidões. NÃÃÃÃO!'.

Ora, se me dão licença, eu, como pessoa a quem os senhores não se importam de ver beber água da torneira, desejo-vos uma morte lenta e à sede. Aí, é ver se a água da torneira não começa a servir. Ou então, para os ilustres deputados, eleitos por quem bebe água da torneira, que estejam descontentes com a água da torneira, talvez devessem começar a comprar água para si próprios. Os subsídios hão-de chegar para uns cêntimos de água por dia.

Cada vez mais adoro deputados. Vou começar a adorar ainda mais quando estes falecerem atropelados por um rebentamento de ETARs.

6 comentários:

Luna Tic disse...

acho que falhaste a questão. eles têm é medo que as pessoas destacadas para servir os jarros de água cuspissem lá para dentro ou colocassem veneno muahahaha

Cirrus disse...

Está tudo dito.

Sara non c'e disse...

Pois, Luna, que custa muito irem buscar o seu próprio jarro... GRRRRR que nervos!

Anónimo disse...

Se a água da torneira não garante a higiene para os políticos, também não é garantida para o resto da população que o consume. Assim podemos assumir que a água que circula por todo o país não é de qualidade.

Sara non c'e disse...

É isso, sem tirar nem pôr, caro/a anónimo/a.

Luna Tic disse...

este é um país de doutores que não gostam de se dar ao trabalho. e são muito finos também, só faltava pedirem água Evian ou assim -.-'