22 setembro, 2010

Uma década de Jornalismo na Universidade do Porto

A minha licenciatura preferida (mesmo que não fosse a única, continuava a ser a preferida na mesma, juro), comemora, este ano lectivo, 10 anos!

10 anos de JCC, agora CC-JAM (bem mais rock). Desses 10, passei lá 3 belos anos. 3 anos a mandar vir com várias coisas, que é o que eu sei fazer melhor. Quando soube que tinha entrado em jornalismo, fui com a minha mãe ver as instalações que, ao contrário do que eu pensei, não ficavam na Faculdade de Letras, mas sim num edifício à parte. Seguindo as indicações, fomos dar a um edifício velho, de portão ferrugento, povoado por ervas daninhas. Primeiro pensamento: "Enganamo-nos, este edifício está claramente fechado há cem anos". Segundo pensamento, depois de termos feito umas perguntas e concluído que era mesmo ali que eu ia passar os próximos (quatro, na altura) anos: "F()%@=$€!!!!".

Curiosamente, nunca me indignei com as instalações. Nunca fui muito exigente. Já no secundário não percebia o porquê de tanto alarido só porque tínhamos aulas em contentores. E daí? Nunca choveu lá dentro e até havia aquecedores. Sim, eu resmungo muito, mas quando tenho razão. Não tenho culpa de ter razão tantas vezes :@

Ora, tal como eu, todo o caloiro que se preze pensa isso quando lhe é apresentado o magnífico edifício. Mas isso mudou! Este ano foi quase tudo remodelado. Até as redacções do Público, Agência Lusa e Rádio Nova funcionam lá!

Fiquei magoada quando, no fim do segundo ano, me dizem simplesmente que eu acabava de passar para o 3º e último ano, porque o 4º acabava simplesmente de ser suprimido por Bolonha (mas como é que eu não me hei-de indignar?!). Roubaram-me um ano de JCC, eu que já ia passar o primeiro semestre em Roma e o segundo a estagiar. Soube a pouco. O ambiente familiar que ali se vivia tinha vantagens e desvantagens, agora olhando à distância, com vantagem para as vantagens. Tínhamos o sr. Coelho, tínhamos maior proximidade com os professores, conhecíamos toda a gente que passava nos corredores, tínhamos as salas de rádio ali sempre disponíveis, tínhamos (e CC-JAM continua a ter, o enorme JPN e JPR) os nossos próprios meios de comunicação, onde podíamos participar desde o primeiro ano. Tivemos um curso muito prático, muito variado e que fazia de nós os estagiários mais bem preparados do Porto e quiçá mais além.

Por isso, parabéns JCC, CC-JAM ou IJHYGTFLIUHÇIUGIUG. Nunca te hei-de esquecer!

http://jpn.icicom.up.pt/2010/09/22/ciencias_da_comunicacao_da_up_uma_decada_a_comunicar.html

2 comentários:

Luna Tic disse...

definitivamente mais-além!
desculpa mas vou-te roubar descaradamente o tópico e a foto lá para o meu pasquim.

curiosamente o aniversário de CCJAM calhou no dia de fecho de edição e não tive tempo para lhe dedicar algum tempo... já comecei a ler os artigos do JPN sobre o b-day...

foi preciso sairmos para remodelarem aquilo pah!

snif que saudades de ir à "toca" do senhor coelho para ele me guardar a mala de viagem, quando eu ia directamente das aulas para Lx =(

beijinho*

(fico à espera de mais cafézinhos com "saudade" à mistura ;) )

rose disse...

Sempre gostei de estudar em edificios antigos...
Tardes,longas tardes,na Biblioteca municipal do Porto no Jardim de S~~ao L´´azaro e mais tarde na biblioteca do Museu da Arte Antiga.