23 abril, 2010

Bento XVI quilates

É o palanque que custa 200 mil euros, são as 40 mil hóstias para se distribuírem na missa, é a segurança, o sistema de som, os ecrãs gigantes, é a tolerância de ponto cujos custos para o país são difíceis de calcular...

Mas não temais, companheiros, pois "Houve um conjunto significativo de donativos de pessoas individuais e de empresas", afirmou, em conferência de imprensa, o padre Mário Rui Pedras, da comissão organizadora da missa papal em Lisboa. Com a verba reunida no peditório que ocorrerá na própria missa do Terreiro do Paço, a organização pensa "chegar a um custo zero" de "toda a operação". "Muitos donativos têm sido feitos em géneros ou em recursos", acrescentou Mário Rui Pedras."

Como é belo o esforço financeiro e solidário existente em torno de personalidades cuja profissão (bem paga, por sinal) é espalhar a palavra do Senhor! A tal palavra é de ajuda aos mais necessitados. O Senhor, dizem eles, viveu o mais humildemente possível.
Para ajudar os pobres, não vejo eu tamanha mobilização. Mas eu sou uma pessoa muito distraída.

7 comentários:

Cirrus disse...

Apesar de tudo, e tendo esta visita carácter religioso e não estatal, não compreendo que não seja a Igreja (entenda-se o Vaticano) a pagar, pelo menos, os gastos com as viagens e celebrações. O resto até podia ficar por nossa conta...

Sara non c'e disse...

Eu nem vou pelos pagamentos... Já li por aí que até o microfone vai ser de ouro... O Vaticano tem tanto dinheiro... e existe graças a um judeu que, dizem eles, apregoava o amor pelos pobres e viveu pobre toda a vida... Se as pessoas pensassem um bocadinho...

Cirrus disse...

Sara, como sabes a Fé não é racional e é o que convém a estes potentados. O resto... é conversa...

Pronúncia disse...

Ai está uma das razões porque desde muito nova comecei a questionar a religião... para quem tanto apregoa a humildade, a pobreza e por aí fora a ostentação de riqueza a rodos é, no mínimo, contraditória... para não dizer, hipócrita!

Bom fim de semana, Sara! :)

elsadossantos disse...

ainda não o vi. mas já me disseram que houve um estudo qualquer que prova que se fosse vendido o vaticano não havia pobreza no mundo.

elsadossantos disse...

e já agora:

http://almadeumaborboleta.blogs.sapo.pt/148963.html

Sara non c'e disse...

É impossível que com a venda do Vaticano deixasse de haver pobreza no mundo. Hoje há estudos de tudo, graças a deus lol.

Já conhecia essa imagem ahahaha mais oportuna não podia ter sido... acho que é para os padres comprarem isso e deixarem de atacar os meninos :x