14 setembro, 2009

STCP e a greve

Nunca tinha demonstrado o meu apreço pela STCP - Sociedade de Transportes Colectivos do Porto - vulgo autocarros. Levam-me aos sítios em tempo recorde (são o transporte colectivo mais lento desta cidade porque cada autocarro tem de fazer um percurso enorme, para se pouparem recursos), está sempre um forno lá dentro e, que me desculpem os restantes utentes deste serviço, os autocarros do Porto são o meio de transporte para as pessoas mais chatas e parolas desta cidade.

O normal.
Só tenho pena dos motoristas, que têm de andar neles todos os dias, 5 dias por semana. Aturar anos e anos aquilo... acho que a reforma de um motorista da STCP devia ser tipo deputado, uns aninhos e estava feito... eles merecem bem mais, a sério.

Só que, de Agosto para cá (até 1 de Outubro, segundo consta), a STCP está em greve parcial! E eu passei a detestar, não só a empresa, como os motoristas.

Saio eu do meu trabalho, depois de 8h de pé,e espero pelo 205, que passa de 20 em 20 minutos.
E espero...
E espero...

Bzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz arghhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh espero... E resmungo... e já dou chutos na paragem de cada vez que vejo um 205 passar em sentido contrário (3!).

Esperei 1 hora pela merda do autocarro, de pé.

Está claro que os meus resmungos têm de ser ouvidos por alguém que pertença à porcaria da empresa, e quem paga é o motorista que até nem está de greve...

Entrei e fiz logo a ressalva:
-"Boa tarde. Eu sei que o senhor não tem culpa, mas... isto não tem jeito nenhum! Uma pessoa assim não sabe a quantas anda, uns aparecem, outros não... mas afinal estão em greve porquê?

"-Mas você acha que eu lhe vou dizer o motivo da greve? Era o que faltava. Pergunte na empresa!"


Fantástico. Absolutamente extraordinário. Era a primeira vez que contactava com uma empresa cujos trabalhadores mantêm sigilo sobre as suas reivindicações! Porquê manter segredo?
Uma de duas hipóteses:

a)- O motivo de greve assemelha-se a algo tipo "Queremos trabalhar em paz, exigimos viajar sozinhos nos autocarros, sem clientes a chatear"

b)-O senhor nem sequer sabe porque é que os colegas estão em greve.

Eu escolho a segunda, porque o pai de uma amiga é motorista da STCP, e ele próprio não sabia até há 3 dias o motivo da greve.

Eu também quero trabalhar numa empresa em que posso fazer greve de Agosto a Outubro, enquanto está bom tempo para passear. Onde é que me inscrevo mesmo? Prometo tirar a carta num instante!

Quero trabalhar numa empresa que se da ao luxo de maltratar os seus utentes, que não sabem o que fazer: sendo que a greve ronda por vezes os 20%, num dia bom, vá, 50%, vale a pena arriscar, pode ser que apareça... se não aparece, 1h à espera... É que se a greve fosse de um dia um gajo já sabia que dali não leva nada e anda de metro ou à boleia (e nesses dias o passe da STCP pode ser usado nos outros transportes, ao passo que assim não!!).

Vergonhoso. O total desrespeito. É assim que vão cativar novos clientes e conseguir que as pessoas deixem os carros em casa... brilhante.

E, por minha causa, o motorista do 205 telefonou à empresa a dizer que no fim daquela viagem entrava em greve... sensível à crítica, o senhor... juro que fui educada, mas não alimento conversas com autistas.

Para completar o fim de dia perfeito, uma senhora queixava-se na paragem:
-"É uma vergonha! Ainda querem que a gente vá votar, políticos bandidos!"


Ai, se eu já tivesse a carta...

4 comentários:

k disse...

Sara, não li este texto mas prometo lê-lo no final do dia.

Depois fala-me sobre o teu mestreited, porque talvez enverede pelo mesmo caminho (tenho um ano para decidir).

Por acaso, ando à procura de casa, eu e maizuma gajona. ´Pq onde estou, apesar de ser fixe, nao conheço ninguem e curtia viver com gente com quem falo. Pah, so que a gajona só poderá alugar casa em Outubro. Não sei se dá pra ti.

Pronúncia disse...

Sara, todos têm direito à greve, nem sequer discuto isso, mas isto só demonstra o quão mal os sindicatos funcionam e NUNCA em defesa dos seus associados... greve de Agosto a Outubro?! Pois!...

PAULO LONTRO disse...

Pronúncia, pois isto só demonstra quanto bons são os sindicatos, convencem os motoristas a fazer greve, fá-los perder dinheiro e eles fazem a greve mesmo não sabendo os motivos… !!!

Fantástico!

E depois ainda há quem critique “a outra senhora” só por ela ironizar, sugerindo que as pessoas experimentem 6 meses de ditadura…

Sara non c'e disse...

Paulo, os motoristas de que falo, que não sabiam o porquê da greve, não estavam a trabalhar. Acho extraordinário é como é possível uma coisa destas!